Profissionais do Hospital Materno Infantil de Juazeiro passam por oficina de humanização

Início Profissionais do Hospital Materno Infantil de Juazeiro passam por oficina de humanização

Visando o bem-estar dos profissionais da saúde de Juazeiro e, consequentemente, dos pacientes atendidos por eles, a Secretaria de Saúde, ofereceu aos trabalhadores do Hospital Materno Infantil uma oficina de Acolhimento e Humanização. As atividades fazem parte do projeto Bem Cuidar, que tem o objetivo de proporcionar bem-estar aos servidores.

Este primeiro ciclo é voltado para enfermeiros e técnicos em enfermagem da Maternidade. “A gente pensou nesse público na Maternidade, pois os profissionais da unidade estão na linha de frente nesse momento difícil de pandemia. A gente tem levado em consideração tudo isso”, destacou a diretora de Humanização e Educação Permanente, Anne Azevedo.

A oficina foi idealizada pela Diretoria de Humanização e Educação Permanente e pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf). Nela são oferecidas atividades voltadas à saúde integral, sobretudo à saúde mental do servidor. Os trabalhadores tiveram técnicas de relaxamento como alongamento e meditação, com educador físico e fisioterapeuta, por exemplo. “Como os profissionais acumulam muitas tensões musculares e dores nas articulações, a gente propôs este momento de atividades físicas, para que eles possam continuar o restante do dia mais dispostos e possam trabalhar com maior bem-estar. Acredito que quando o cuidador está bem, ele vai transmitir este cuidado para quem ele está cuidando”, disse o fisioterapeuta do Nasf, Paulo Cristiano.

A diretora do Hospital Materno Infantil, Graça Carvalho, destacou a importância de um momento como este para os profissionais da unidade. “Isso aqui é importante demais. Pretendemos que essas atividades se tornem cotidiano para que a gente possa ter um cuidado maior com o nosso servidor”, enfatizou.

A técnica em enfermagem há 21 anos, Sueli Macedo, disse que esta foi a primeira vez que participou de um momento como este. “Nunca fiz um treinamento assim. Muito bom, relaxei bastante. A gente cria mais ânimo e força para trabalhar”, disse.

Texto: Amanda Franco – Ascom/Sesau/PMJ

Compartilhar